Cinta lombar: para que serve e como usar

Recomendada por muitos médicos, a cinta lombar pode aliviar dores de coluna e prevenir lesões durante a prática de exercícios físicos.

As cintas ainda podem ser úteis para pessoas recém operadas e que precisam de alívio da dor e proteção na região da coluna.

Como o próprio nome já indica, essa cinta envolve a lombar. Tal região é composta por músculos que ficam na parte inferior das costas.

Cintas
Cintas ajudam a prevenir dores na coluna

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% da população mundial sofrerá, ao menos, um episódio de dor nas costas durante a vida.

Esse local é submetido, constantemente, a pesos diversos. O que o torna frágil em nosso organismo. Por isso, deve ser protegido e cuidado.

A cinta lombar sustenta e protege essa parte das costas, agindo na prevenção de lesões.

Além disso, auxilia a colocar a postura ereta e correta, já que traz maior estabilidade à região.

O alívio da dor é ocasionado porque o calor da cinta faz com que os músculos possam repousar.

Se você teve indicação médica para usar uma cinta lombar e ainda tem dúvidas, veio ao artigo certo.

A seguir, mostraremos para quem a cinta lombar é recomendada, assim como a maneira certa de usar.

Para quem a cinta lombar é indicada?

A cinta lombar pode servir em diferentes situações e circunstâncias. No geral, é preciso ter prescrição médica para utilizar.

Mas, veja alguns casos em que o uso da cinta lombar é necessário:

  • Prevenir lesões na coluna;
  • Amenizar dores na coluna;
  • Corrigir a postura para hérnia de disco;
  • Amenizar fraqueza na coluna;
  • Ajudar no pós-cirúrgico nas regiões abdominal e da coluna lombar;
  • Ajudar no pós-parto;
  • Para pessoas que ficam muito tempo sentadas;
  • Para pessoas que permanecem muito tempo em pé.

Você sabia que mulheres grávidas também podem usar cintas? Isso mesmo!

O peso da criança no ventre faz com que a coluna seja forçada. Mas, existem no mercado cintas lombares específicas para gestantes.

Elas são feitas com exclusividade para reduzir e prevenir os riscos de problemas na coluna durante a gravidez.

A cinta lombar também é indicada para os trabalhadores que exercem funções em almoxarifados, armazéns, estoques e transportadoras.

Ou ainda os que lidam com manuseio de caixas, construção civil, linhas de produção, entre outros casos.

Qual a maneira certa de usar a cinta?

É importante que as cintas sejam ajustáveis conforme a sua necessidade.

E que tenham fechos, velcros ou elásticos que ajudem a medir a compressão que deseja.

A composição do material deve garantir conforto e proporcionar certa liberdade para fazer os movimentos.

A dica é procurar modelos de Neoprene ou elastano. Confira o passo a passo de como usar a cinta de forma correta:

  1. Coloque a cinta no corpo e feche o velcro principal;
  2. Ajuste a compressão por meio do velcro ou elásticos laterais;
  3. Se tiver, faça o ajuste na altura do suspensório.

É importante posicionar a peça na região lombar de forma que as abas fechem na frente do corpo. Depois, ajustar através das abas.

Se quiser aumentar a compressão, basta apertar as faixas elásticas.

A cinta lombar Fisotensor de dois gomos, por exemplo, é fabricada em material elástico, hipoalergênico e macio.

Cinta lombar de dois gomos
Cinta lombar de dois gomos

Ela apresenta fecho em velcro em toda a parte externa. O que torna o ajuste da cinta mais fácil.

A faixa é recomendada para casos de traumas lombares, fraturas de costelas, vértebras lombares osteoporóticas.

Assim como em pós-cirurgias das regiões lombares e outras situações.

Isso porque auxilia no desenvolvimento muscular, evita a flacidez abdominal e sustenta a musculatura com a pressão controlada e desejada.

Possui 15 cm de largura e é dividida em dois gomos.

Como escolher o melhor modelo?

Na hora de comprar uma cinta lombar é preciso prestar atenção em uma série de fatores.

Como o tecido, o tipo de fecho, o conforto e também o preço. Um bom exemplo é a cinta lombar Hight Tech Hidrolight.

Sua composição é de 60% poliéster, 30% nylon, 8% poliamida e 2% aço.

Ela conta com fácil regulagem de compressão e com tala rígida na lombar.

Os diferenciais desse modelo são: tecido que permite a transpiração; facilidade de aplicação da compressão; design diferenciado; estabilização.

Esse modelo é indicado para correção postural, lombalgias, hérnia de disco.

Além de prevenção de lesões e torções por sobrecargas lombares durante atividade física ou laboral.

Em casos de pessoas que permanecem por longos períodos em uma só posição ou que transportam volumes pesados.

Outra boa cinta elástica é a lombar 161, da Salvapé. Ela estabiliza a coluna lombar e proporciona maior conforto e alívio no dia a dia.

Cinta elástica
Cinta elástica

Para proporcionar o melhor tratamento contra lombalgias e outras afecções da coluna, a cinta possui um elástico resistente e com fechos aderentes.

Além de contar com quatro tamanhos distintos, para que cada pessoa tenha o que encaixe perfeitamente no corpo.

Conheça outros modelos de cinta lombar 

Para quem busca corrigir a postura, uma boa indicação é a cinta modelodadora postural fit.

Cinta postural
Cinta postural

Ela é feita com o exclusivo tecido FreshFit, que é composto por uma trama de elástodieno e poliamida.

Apresenta um toque frio que permite a fácil eliminação da transpiração. Por isso, é ideal para utilizar no decorrer da atividade física ou no dia a dia.

Sua teia de fios de poliamida permite maior passagem de ar pela cinta, permitindo que sua pele respire livremente.

Há também a cinta faixa Dilady doutor secret.

Cinta unissex
Cinta unissex
Ela é unissex de forte compressão, que modela e afina a cintura instantaneamente, além de alinhar e corrigir a postura.
É regulável conforme a sua cintura for afinando, pois possui fecho em velcro que possibilita diversos níveis de regulagem, adaptando-se confortavelmente ao corpo.
O modelo tem compressão Zero Barriga, que comprime o abdômen.
Suas costas em tule elástico que confere respirabilidade e barbatanas flexíveis, que afinam, sustentam e realçam as curvas.
As asas elásticas com Velcro Power de forte tração longitudinal que garante firmeza até 100kg.
  • Composição do tule: 84% Poliamida e 16% Elastano.
  • Elástico: 55% Poliéster e 45% Elastano.
  • Fecho adesão: 100% Poliamida.

Modelo para prática de exercícios 

Para a prática de exercícios físicos, com o intuito de perder medidas, a recomendação é a cinta para academia Waist Trainer.

Cinta para academia
Cinta para academia

Usar essa cinta durante o treino, ajuda a modelar e reduzir a cintura e a região do abdômen.

Esse item é confeccionado em tecido de alta qualidade, emborrachado e com forro em 100% algodão para evitar alergias e irritações.

O objetivo é reduzir medidas durante os treinos e deixar a cintura perfeita.

As barbatanas por toda peça garantem maior estabilidade e, ao mesmo tempo, liberdade de movimentos.

Conta ainda com abertura frontal por colchetes facilitando a colocação. Possui dupla regulagem para ser mais confortável.

Suas principais características são:

– Forro interno: tecido 100% Algodão;
– Tecido externo: 95% Viscose e 5% Elastano;
– Leve e confortável.

Com essas dicas, ficou mais fácil entender para que serve e como usar uma cinta para lombar. 

Você já usou uma? Conte sua experiência aqui nos comentários.

Leia também outros artigos sobre Beleza e Saúde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *