Como escolher uma coleira para cachorro

Na hora de escolher uma coleira para cachorro, o que você leva em consideração?

O preço, a cor, estampa ou a indicação do vendedor?

Todos esses aspectos merecem atenção. Mas, existem outros itens que também são importantes.

Como por exemplo, a qualidade do material, a durabilidade e a raça do cachorro.

Há modelos para o seu pet ficar em casa, como também as desenvolvidas para treinamentos e passeios.

É ideal ficar atento a essas especificidades.

Coleiras são indicadas para guiar passeios com cães
Coleiras são indicadas para guiar passeios com cães

As coleiras contam com a parte que vai no pescoço do cachorro e a guia, que o tutor segura ao conduzir o animal.

No mercado, é possível encontrar diferentes tipos de coleiras e guias. Essa variedade é positiva para atender as necessidades de todos os cachorros.

O que inclui a personalidade do animal, a raça, tamanho, tipo de anatomia e peso.

Para facilitar a escolha, listamos os diversos tipos de coleiras disponíveis. Confira!

Coleira tradicional

Os modelos tradicionais são os mais populares e vendidos nos pet shops. Eles são recomendados para grande parte dos cães.

Com exceção dos que têm cabeças pequenas em comparação ao restante do corpo.

Isso porque pode escorregar pelo pescoço e sair com facilidade do cachorro.

Os cães muito agitados também podem se enforcar com essas coleiras tradicionais.

Uma dica é a coleira Pet Colors, da Patudos.

Coleira Pet Colors
Coleira Pet Colors

Ela é ideal para o seu pet se manter na moda e fazer muito sucesso. Divertida, confortável e de ótima qualidade.

O fecho com trava de engate confere resistência e praticidade ao aplicar e passear com o seu pet.

O produto faz conjunto com a guia, que é vendida separadamente.

No entanto, ele já apresenta um prendedor plástico com regulador de tamanho e argola em metal para guia.

Coleira peitoral

Esse segundo tipo foi indicado, por muito tempo, para cachorros de pequeno porte.

Atualmente, a coleira peitoral é usada em diversas raças e tamanhos.

Sua principal vantagem é diminuir as possibilidades de enforcamento ou fuga do cão.

Outra característica positiva é o maior conforto ao animal.

Um bom exemplo é a coleira peitoral para pet de couro sintético. Ela é confortável e com ótima qualidade.

Coleira peitoral
Coleira peitoral

Seu fecho com trava de engate garante resistência e praticidade ao passear com o seu pet.

Feita com couro sintético, essa coleira contém prendedor plástico com regulador de tamanho e argola em metal para guia.

Coleira de cabeça

Para os cães mais agitados, cuja atenção é dispersada facilmente, a indicação é a coleira de cabeça.

Ela fica presa ao focinho e a cabeça do cão. Mas, atenção! Não confunda esse modelo com as focinheiras.

Esse tipo possibilita que o animal se alimente e beba água de modo normal. O que não acontece com as focinheiras.

Portanto, ele não serve para impedir ataques e mordidas. É sim para controlar a agitação dos cachorros na rua, por exemplo.

Coleira de treinamento

Os processos de treinamentos de cachorros requerem coleiras específicas.

Para não desgastar de forma rápida, elas são confeccionadas com materiais econômicos e laváveis.

Possuem, em geral, uma guia maior que permite que o cachorro ande e até corra distâncias maiores.

Isso enquanto o treinador ainda o mantém sob controle.

Coleiras retráteis

A coleira retrátil permite que o tutor escolha a distância que o pet pode percorrer. Ela pode ser tradicional ou peitoral.

Sua usabilidade é manter o animal próximo ou permitir que ele explore alguma área. Porém, ainda sob certo controle.

Um modelo de excelência é a coleira para pet da Patudos. Ela tem tamanhos específicos para o porte dos cachorros.

Coleiras extensíveis da Patudos
Coleiras extensíveis da Patudos

São elas:

1 – Pequeno porte: ideal para cães como Spitz Anão, Lhasa Apso, Shitzu, Poodle Toy, Pug e similares. (Coleira Extensível entre 39-29 cm);

2 – Médio porte: Buldogue Francês, Cocker Spaniel, Stafbull, Beagle, Border Collie e similares. (Coleira Extensível entre 52-32,5 cm);

3 – Grande porte: indicado para cachorros grandes como Budogue Inglês, Golden, Labrador, Rotweiller, Pitbull, Pastor Alemão, e similares. (Coleira Extensível entre 63-39,5 cm).

Coleiras antipulgas

Esse modelo apresenta substâncias e medicamentos que mantém pulgas longe do corpo do cachorro.

Ele pode ser, inclusive, armazenado próximo à casinha do animal ou às tigelas de comida para que a proteção seja ainda maior.

Cuidado com a limpeza!

Justamente para impedir a proliferação de bactérias e pulgas, é importante manter as coleiras sempre limpas.

Alguns cuidados recomendados são:

  • Não deixar de molho;
  • Lavar à mão e deixar secar ao sol;
  • Não utilizar alvejantes ou outros produtos químicos;
  • Utilizar sabão neutro;
  • Não secar em secadora.

Por mais que tenha identificado o tipo de coleira que melhor atende ao seu cachorro, é sempre importante consultar um médico veterinário de confiança.

Ele terá como confirmar sua escolha ou orientar sobre o modelo ideal e que não prejudique o seu animalzinho.

Gostou das dicas? Leia outros artigos do blog sobre o universo pet!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *