Qual a cadeirinha certa para cada idade?

Em 2008, a cadeirinha adaptada se tornou obrigatória para transporte de crianças de até sete anos nos carros.

Desde então, o número de mortes nessa faixa etária caiu de forma significante no país.

De acordo com a ONG Criança Segura, o uso do equipamento de segurança reduz em 71% o risco de morte.

O descumprimento da regra pode gerar multa para o condutor do veículo.

Por isso, é importante usar a dispositivo adequado e instalá-lo corretamente, seguindo as orientações do fabricante.

O uso da cadeirinha aumenta a segurança em casos de acidente
O uso da cadeirinha aumenta a segurança em casos de acidente

Por mais que a resolução do uso obrigatório da cadeirinha tenha mais de dez anos em vigor, muito pais ainda têm dúvidas.

A depender da idade, existe a indicação para um modelo. No mercado, estão disponíveis três:

  • Bebê conforto;
  • Cadeirinha;
  • Assento de elevação (booster).

Você sabe a diferença entre eles e para qual faixa etária são recomendados?

Neste artigo, você conhecerá cada modelo e descobrirá o ideal para o seu filho. Confira!

Crianças de zero a um ano: bebê conforto

Desde que nascem até o primeiro ano de idade, pelas regras, as crianças devem usar o bebê conforto.

Ou até atingirem o peso máximo indicado pela marca, em geral 13 kg.

O equipamento deve ser instalado de costas para o movimento do carro, em ângulo de inclinação de 45º.

Por ter um formato de concha, é ideal para os recém-nascidos. Uma vez que protege e acomoda melhor o bebê.

Uma dica é a cadeira para auto Heritage, da Fisher Price.

Bebê conforto da Fisher Price
Bebê conforto da Fisher Price

Ela apresenta conforto extra com apoio para a cabeça acolchoado.

Seu sistema é o Click & Go para uma rápida e fácil instalação. Com cinto de cinco pontos, mantém o recém-nascido confortável e seguro.

Crianças de 1 a 4 anos: cadeirinha

Ao completar o primeiro ano ou atingir o peso determinado, a criança deve passar a usar a cadeirinha.

E assim deve permanecer até os quatro anos de idade ou enquanto estiver no peso indicado pelo fabricado, de nove a 18 kg.

Ao contrário do bebê conforto, a instalação da cadeirinha deve ser de frente para o movimento do carro, na posição vertical.

O equipamento conta com retenção de cinco pontos.

O que faz a melhor distribuição de energia do impacto em casos de colisão.

Um exemplo é a Cadeira para Auto Prius, da Multikids.

Cadeirinha da Multikids
Cadeirinha da Multikids

Ela é desenvolvida com estofado removível e tecido de alta qualidade para facilitar a higiene regular.

Possui cinto de cinco pontos e três posições de altura para manter a criança confortável e segura durante toda a viagem.

Crianças de 4 a 7 anos e meio: assento de elevação

O assento de elevação, também conhecido como booster, é recomendado para as crianças de quatro até os sete anos e meio.

Ou ainda se estiverem de 15 a 36 kg, que é a faixa de peso indicada pelas marcas para esse equipamento.

Ele serve para que as crianças, sentadas, fiquem mais altas. Dessa forma, o cinto de segurança do carro passará nas partes do corpo.

São elas: quadril, centro do peito, meio ombro. O que é capaz de suportar o impacto de uma freada brusca ou colisão.

Sem o assento de elevação, nem sempre as crianças têm altura para que o cinto passe por essas partes importantes e fundamentais para a proteção.

Um bom modelo de booster é o assento para Auto Turbooster da Weego.

Booster da Weego
Booster da Weego

Ele é indicado para crianças que já não usam mais as cadeirinhas, apenas uma elevação para que o cinto se acomode no corpo sem machucar.

Sem contar da sua praticidade e fácil instalação no veículo.

Depois dos sete anos e meio, por lei, as crianças já podem andar no banco do carro sem o auxílio de nenhum equipamento.

Mas, os pais devem ficar atentos e checar sempre o uso do cinto de segurança.

Curtiu o conteúdo? Leia também sobre os 5 acessórios úteis para o carro!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *