Quanto custa montar um quarto de bebê completo?

Os meses antes do nascimento do bebê são repletos de ansiedade e preocupação pela mãe. Mas montar o quartinho é uma das atividades que elas mais gostam durante a gravidez.

Elas conferem todos os detalhes, desde os bichinhos de pelúcia até a escolha do mobiliário ideal.

Tudo é muito mágico, um momento único. O problema é que se os pais não tomarem cuidado, o orçamento pode ser facilmente deixado de lado e, por consequência, as finanças podem ficar desorganizadas.

Para ajudar a família nesta fase, organizamos uma lista do que comprar em cada mês para não ficar com as contas pesadas e o valor dos itens essenciais em um quarto de bebê sem desespero.

Montar um quarto de bebê completo

O que comprar em cada mês de gestação

Este cronograma pode ajudar na organização das compras. Confira cada item e o mês indicado de compras para conseguir gastar pouco e montar um quarto de bebê completo.

1º mês de gravidez: descobertas e inspirações

Por ser um mês de descobertas, o ideal é que não se compre nada, apenas fique de olho no Pinterest para buscar referências, ideias incríveis e as novidades do universo materno. Exemplos não faltam na rede para inspirar você. Leia muito e pesquise sobre o melhor ambiente para o bebê.

2º mês de gravidez: lista de compras e orçamento

Comece a organizar a lista de itens necessários para o neném. Defina as prioridades para o quarto de bebê como gesso no teto, chão ou paredes sem infiltrações.

Pense por alto na decoração e limite um teto de gastos. Anote tudo que irá precisar para começar a organização. É o momento ideal para fazer um planejamento financeiro.

Para montar um, siga as dicas a seguir:

– Registre os gastos essenciais do mês

– Veja quanto gasta por semana

– Compare as despesas com o que ganha

– Compre de acordo com o dinheiro que tem

– Quite todas as dívidas antes do bebê nascer

– Faça uma reserva de emergências

– Cuidado com o uso do cartão de crédito

– Monte um calendário de metas

– Não ultrapasse o orçamento

3º mês de gravidez: decisões

As primeiras decisões são tomadas no terceiro mês de gestação. Apesar de ainda não saber o sexo do bebê, o básico já pode começar a ser adquirido.

Se a sua casa ainda não tem um espaço para o novo membro, é hora de começar o quebra-quebra e os trabalhos de marcenaria.

Se os móveis não dependerem do sexo da criança, eles já podem ser comprados ou encomendados porque demoram cerca de 20 dias para serem entregues.

4º mês de gravidez: mãos à obra

A obra ainda está em andamento: piso novo sendo instalado, teto rebaixado e novas luzes colocadas. Para as mamães mais curiosas, é neste mês que se descobre o sexo do bebê.

Então, o papel de parede já pode ser comprado e colado no local escolhido, junto do berço que também já chegou e os outros itens comprados anteriormente.

É a fase mais gostosa, onde tudo começa a se encaixar corretamente.

5º a 6º mês de gravidez: retoques finais

A cortina, iluminação, prateleiras e mobília já estão prontas e é o momento de focar nas roupinhas e demais utensílios do enxoval.

Dê os retoques finais na decoração, acrescente porta-retratos, almofadas, ursinhos etc.

7º ao 9º mês: a espera

Nessa altura da gestação o barrigão está à mostra e a mãe sente o peso da maternidade. É cansativo, por isso, nada de se estressar com obra e problemas.

Agora é a hora de curtir a reta final da gravidez. Aproveite o tempo para organizar o chá de bebê, arrumar as malas e descansar bastante.

Itens essenciais em um quarto de bebê

Os móveis, sem dúvida, são o que mais custam em um quarto de bebê, por isso, algumas estratégias de economia podem ser tomadas.

Berço com trocador: chamado de berço multifuncional, ele custa de R$400 a R$1.100. É bom utilizar porque, além de otimizar o espaço do quartinho, é melhor para o bolso.

Cômoda infantil: este gaveteiro é ideal para guardar as roupas e demais itens que a criança irá utilizar. O valor é de R$150 a R$700, de acordo com o modelo escolhido.

Guarda roupa: o guarda roupa irá acompanhar a criança por muitos anos. Há os que têm duas portas ou seis, onde os pais devem se atentar com o espaço e necessidade da criança. Custa entre R$454 e R$860.

Papel de parede: há várias lojas que vendem papel de parede já com adesivo. Os modelos são os mais diversos: de nuvem, ursinho, animais etc. O papel pode ser vendido a metro ou a centímetros. O rolo de 1,00×0,58cm pode custar cerca de R$15.

Se você prefere comprar todos os móveis de uma vez, existe a possibilidade de adquirir um quarto de bebê completo.

As opções são as mais diversas e contam com: berço, cômoda e guarda-roupas. O kit é vendido por R$1.240,20 até R$1.985,10.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *